palavras da boca para fora!

Em “Monólogo a Duas Vozes” os actores encarnam personagens enigmáticas que interagem por força de mirabolantes jogos de palavras, provérbios, estórias, lengalengas e trava-línguas num corropio da memória linguística portuguesa, bem como apontamentos em inglês, francês, espanhol, húngaro e polaco.
Para qualquer idade, este espectáculo proporciona às crianças uma aproximação ao teatro através de repertório do quotidiano infantil. As lengalengas, os trava-línguas e os jogos de palavras recuperam aqui o papel de património didáctico estimulante.
Verdadeiro malabarismo de palavras!

Prémios:
2º Festival Nacional Animação Rua, Póvoa de Varzim em 2007
Teatrália - Teatro distrital do INATEL em 2005



FICHA ARTÍSTICA
Oscar Pinto e Paulo Brites Concepção e interpretação

FICHA TÉCNICA
Rui Oliveira direcção técnica
Jorge Sousa operação de luz
Léa López desenho gráfico


ver fotografias aqui

“Monólogo a Duas Vozes, um espectáculo muito divertido onde duas personagens, com um universo muito próprio, em vários momentos nos fazem lembrar Estragon e Vladimir, de Beckett. Um “pingue-pongue” de trava-línguas e lengalengas onde o jogo do absurdo vai tomando conta de situações preenchidas por férteis peripécias e lances inesperados, transformando-as num “cadavre-exqui” muito bem conseguido.
Uma excelente prova em como no Teatro o texto é só um pretexto.”   

Ana Saltão - Novembro 2007


“Monólogo a Duas Vozes” estreou em 2004, em Águeda, tendo entretanto sido apresentado em diversos locais como Aveiro, Ponta Delgada, Viseu, Pinhel, Leiria, Porto, Almada, Maia e Lisboa. Em 2005 conquistou o prémio distrital de teatro do INATEL e representou o distrito de Aveiro na final nacional do projecto “Animar Portugal”, no Parque das Nações. Foi também premiado no 2º Festival Nacional de Animação de Rua da Póvoa de Varzim em 2007.
É uma criação d’Orfeu.

d'Orfeu - Associação Cultural | telefone (+351) 234603164 | dorfeu@dorfeu.com